domingo, 5 de março de 2017

Idiomas online

Uma vez, meu primeiro professor de mandarim me disse que achava que antes de estudar mandarim, nós, brasileiros, deveríamos estudar japonês. Ele justificava isso dizendo que  nós devíamos acostumar com o que ele chamava de pensamento oriental, e que os japoneses, apesar de terem também o pensamento oriental, tinham uma língua um pouco menos "distante" da nossa (na visão pessoal dele), então seria menos difícil acostumar com o tipo de pensamento. Assim, pela lógica dele, que era taiwanês nativo em mandarim e taiwanês e falante de inglês, espanhol, português, com noções de japonês e acho que de alemão também, eu deveria aprender japonês e depois o mandarim ficaria "fácil". Claro que não fiz isso!

Agora, depois de alguns anos aprendendo, em doses homeopáticas, o mandarim, decidi conhecer um pouquinho do japonês. Encontrei uma página com algumas aulas, que ainda não sei exatamente como vão ser, que começam amanhã, na mesma data que começa um curso semelhante de mandarim. Os dois são grátis e se enquadram nessa onda de "Semana do [coloque aqui o nome de um idioma]". Apesar de ter dito no post sobre páginas para estudar para o Enem que tenho o pé atrás com professores (algumas vezes, não são nem professores) que prometem fluência e falam de uma determinada língua "de verdade", entendo que isso é uma apelação, uma tendência, de muitos e que, mesmo que eu veja com péssimos olhos, alguns podem ser bons apesar disso.

Bem, o fato é que a página de japonês do curso eu não acompanho há muito tempo, mas a de mandarim, apesar de há pouco ter visto uma propaganda nesse estilo clichê, eu gosto muito e já indiquei aqui na página. Nos próximos dias, se eu achar que realmente valeram a pena, vou falar sobre os cursos aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário